Maria II

Maria II

The queen of Portugal’s correspondence with queen Victoria gives us a fantastic insight into the private life of two powerful women, both married to princes of Saxe-Coburg-Gotha, who are struggling to conciliate motherhood with the responsibility (and pleasure) of power.

When only seven years old, Maria da Gloria became queen of Portugal. A country, on the other side of the ocean, where she had never been. She grew up in Brazil, spending the long warm days between the green hillocks and the white sandy beaches, secure in the love of her dearest mother, Leopoldina of Austria.
The only shadow cast over this happiness was her father’s mistress, Domitília, the favourite and most famous mistress of D. Pedro, the emperor of Brazil. In 1828 she departed for Vienna to be educated in her grandfather’s court, but when she lost the throne to her uncle Miguel, she ended up in London. She became
King George IV’s protégé and he commissioned Lawrence to paint her portrait (on this book’s cover). During her stay in London she met the heir presumptive, Alexandrina Victoria, and they forged a close bond that lasted a lifetime. When she was fourteen, the civil was coming to an end and D. Maria set foot, for the first time, on her country’s soil. Finally on the throne, she promised herself that she would be a good queen, and a happier one than her dearest mother had been. Her marriage to D. Fernando of Saxe-Coburg-Gotha, father of her eleven children, was truly a blissfull, as she confides in her letters to her “Dear cousin Victoria” – now a queen herself, and married to Fernando’s first cousin, Albert.

24.90

REF: 101.009 Categoria: Etiquetas: , , , ,

Em stock

Comprar EBook
  • Sobre o livro
  • Detalhes do produto

Descrição

(Versão traduzida para inglês da obra D.Maria II tudo por um Reino)

A correspondência entre a Rainha de Portugal e a Rainha Victoria de Inglaterra dá-nos uma perceção fantástica da vida privada de duas mulheres poderosas, ambas casadas com príncipes de Saxe-Coburg-Gotha, que lutam para conciliar a maternidade com a responsabilidade (e prazer) de governar.
Com apenas 7 anos, Maria da Glória torna-se rainha de um reino que não conhecia. Esta é a história de uma mãe dedicada e política de pulso forte que durante dezanove anos comandou os destinos de Portugal.

A sua infância foi vivida no Brasil entre os morros verdes e as praias de areia branca, segura pelo amor da sua adorada mãe, Leopoldina da Áustria. Em 1828, parte rumo a Viena para ser educada na corte dos avós. Para trás deixa a mãe sepultada, os seus queridos irmãos e a marquesa de Aguiar, amiga e protetora. Traída pelo seu tio D. Miguel, que se declarara rei de Portugal, D. Maria acaba por desembarcar em Londres, onde conhece Vitória, a herdeira da coroa de Inglaterra. Ficarão para sempre ligadas por uma estreita relação de amizade. Aos 14 anos, D. Maria II pisa pela primeira vez o solo do seu país, um reino destroçado pelas guerras entre liberais e absolutistas. Fracassada a união com o tio Miguel, agora exilado, casa com Augusto de Beauharnais, que morre um ano depois. Teimosa, não desiste da felicidade e encontra-a junto de D. Fernando de Saxe-Coburgo-Gotha, pai dos seus onze filhos. Determinada, não desiste do trono, contra tudo e contra todos.

Informação adicional

Peso 1.124 kg
ISBN 978-972-24-1926-0
Data Publicação setembro 2019
Número de Páginas 752
Encadernação Capa mole
Faixa Etária +18 anos

Também pode gostar…