Product Tag - Partidos

  • Esquerda e Direita em Portugal – Consensos, Divergências e Antagonismos

    Há muitos anos que em Portugal não se falava tanto de Esquerda e de Direita como nos últimos tempos. Apesar da constante referência a esta dicotomia ideológica por parte dos orgãos de Comunicação Social, dos Partidos e Agentes Políticos muitos eleitores, políticos e investigadores, têm contestado a pertinência e a utilidade desta metáfora para a compreensão da vida política atual e para posicionamento dos partidos e dos eleitores. Os resultados apresentados neste livro parecem não dar razão a esta contestação mostrando que na última década os eleitores continuam a autoposicionar-se facilmente na escala Esquerda/Direita, tanto em Portugal como na Europa. Outra conclusão que os dados recolhidos permitem retirar é que, no caso europeu, houve um deslocamento dos eleitores para o posicionamento mais à direita, e no caso português, uma evolução para o reforço de posições do Centro-direita.

    14.60
  • Política – Para além da Direita e da Esquerda

    Ajustamentos de conveniência e circunstância tornam o Estado refém do sistema político, manipulado para servir as clientelas partidárias. O princípio da separação dos poderes — executivo, legislativo e judicial — é uma limitação saudável ao poder do Estado que está a ser posta em causa pela infiltração e pela instrumentalização partidária. Na estrutura do Estado, urge fazer uma delimitação entre o nível da orientação política e a administração técnica e administrativa, independente das alterações dos ciclos eleitorais.

    As explicações e a argumentação contidas neste livro obrigam a relembrar os alicerces do pensamento político para justificar que a reforma do Estado vai para além das ideologias. O paradigma atual do Estado tem de ser alterado para sobreviver à desordem introduzida pelo globalismo e as reformas possíveis são determinadas pelo caminho que está a ser traçado por cada um dos blocos políticos.

    16.10 14.49