Livros no Parque

Livros no Parque

A Feira do Livro de Lisboa começa esta quinta-feira, 26, no Parque Eduardo VII. Entre o que há de novo e o que se mantém, a VISÃO Se7e diz-lhe o que se vai passar nesta 86ª edição, que dura até 13 de junho

Se a conta aos visitantes só se fazem no fim, há para já um número que bate o recorde nesta 86ª edição da Feira do Livro de Lisboa. Este ano, existem dez novas editoras (123, no total) a ocupar os 277 pavilhões (mais seis do que em 2015) distribuídos ao longo do Parque Eduardo VII. Para ajudar à orientação na feira que abre às 12 horas desta quinta-feira, 26, com uma parada de mascotes dos livros infantojuvenis, recorra-se à tecnologia. Uma nova aplicação gratuita que permitirá, a quem temsmartphone, saber o programa, os livros do dia, a localização dos stands, lançamentos e os autores que estão no recinto (ver lista em baixo).

Isso ou a zona das comidas, que este ano foi reforçada. Além das tradicionais bifanas e farturas, do algodão doce e das pipocas, haverá hambúrgueres, pizas, bagels, sumos de fruta e bolas de Berlim. Junte-se ainda as Piadinas, os pastéis de massa tenra da Maria Tenra, os wrepes e trufas com ingredientes bio da The Cru ou a comida mexicana da Tacos & Tapioca.

Repetidas são a campanha Dê Nova Vida ao Livro (recolha de livros que serão entregues a crianças de instituições que fazem parte da rede do Banco de Bens Doados) e a chamada Hora H. A partir de segunda-feira, 30, na última hora da feira, é possível adquirir, nos pavilhões dos editores participantes, livros editados há mais de 18 meses com o mínimo de 50% de desconto (segunda a quinta-feira, das 22h às 23h).

Para as crianças, que podem sempre sentar-se a folhear os livros ou ficar a ouvir contar histórias, há atividades programadas. Como o Acampar com Histórias, a proporcionar aos miúdos dos 8 aos 10 anos a possibilidade de passar uma noite na Feira do Livro, na companhia de escritores, ilustradores e contadores de histórias. E ainda que a iniciativa tenha esgotado, vale a pena ficar atento, no ano que vem, às datas de inscrição. De participação livre é a sessão de Yoga Mágico em Família (29 mai, dom 11h30) e o Workshop Pão a Pão (4 jun, sáb 18h) no stand das Bibliotecas Municipais de Lisboa, por exemplo. Na área Happy Readers, há um piscina de bolas para saltar, puzzles para montar, um jogo das letras para formar e uma esplanada para descansar.

Organizada pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), a festa do livro soma mais de mil iniciativas em duas semanas e meia e este ano traz ainda como novidade a parceria com a Cinemateca Portuguesa. Para celebrar o centenário do nascimento do escritor Vergílio Ferreira, vai ser projetado o filme Manhã Submersa, no auditório da APEL, com a presença do realizador Lauro António e da escritora Lídia Jorge que vão estar à conversa. Será no dia 3 de junho, sexta-feira, às 21 horas.

Veja aqui alguns destaques

29 mai, dom

 

Sessão de autógrafos com Luísa Ducla Soares. Livros Horizonte, 16h (a escritora volta à feira no dia 12, domingo, às 12h30)

4 jun, sáb

Clara Cunha e Paulo Galindo, autora e ilustrador do livro O Cuquedo. Livros Horizonte, 17h

11 jun, sáb

Sessão de autógrafos com Maria João Martins, autora da biografia de Margarida Marante. Livros Horizonte, 16h

86.ª Feira do Livro de Lisboa > Parque Eduardo VII, Lisboa > 26 mai-13 jun > seg-qui 12h30-23h, sex e dia 9 jun 12h30-24h, sáb e dias 10 e 12 jun 11h-24h, dom e dias 26 mai e 13 jun 11h-23h

Partilhar este artigo