O Espião d’El Rei – Pêro da Covilhã II

O Espião d’El Rei – Pêro da Covilhã II

Em Um Homem das Arábias (Pêro da Covilhã – I), ao terminar com êxito as suas missões de espionagem em Fez, o Escudeiro Pêro da Covilhã é enviado por el-Rei D. João II, juntamente com Afonso de Paiva, numa espantosa peregrinação (1487-1492) por terras incógnitas do Oriente, em busca da Rota das Especiarias e do Reino do Prestes João, que toda a Cristandade procurava em vão há mais de duzentos anos. Completa a primeira etapa da sua missão, navegando pelo Mar Vermelho até Adem, no sul da Arábia. Em O Espião d’el-Rei (Pêro da Covilhã – II), o espião português completa a 2.ª etapa da sua viagem, já sem o companheiro Afonso de Paiva, navegando e lutando com corsários no Oceano Índico, para resgatar no Grande Desafio de Bisnagá as cativas do pirata Timoja. Enfrenta perigos ainda maiores, na Costa do Malabar, para arrancar a persa Nurunnihar e a tuaregue Chems ed Douha das mãos dos seus raptores – os fanáticos bhaktha da deusa Kali – e vai descobrir finalmente o Paraíso das Especiarias e os estranhos segredos das Naires, na cidade de Calecute… Embora destinados de preferência a leitores do ensino secundário e universitário (e a adultos apreciadores destes temas), como romances históricos/de aventuras e viagens também podem ser lidos por leitores mais jovens, porém com maturidade suficiente para não se escandalizarem ou impressionarem com os assuntos e factos verídicos, eventualmente chocantes, que a autora procura narrar e descrever com a fidelidade de um cronista quinhentista, ou seja, de um “jornalista” do tempo dos Descobrimentos.

11.10

REF: 91004 Categoria: Etiqueta:

Esgotado

  • Sobre o livro
  • Detalhes do produto

Descrição

Em Um Homem das Arábias (Pêro da Covilhã – I), ao terminar com êxito as suas missões de espionagem em Fez, o Escudeiro Pêro da Covilhã é enviado por el-Rei D. João II, juntamente com Afonso de Paiva, numa espantosa peregrinação (1487-1492) por terras incógnitas do Oriente, em busca da Rota das Especiarias e do Reino do Prestes João, que toda a Cristandade procurava em vão há mais de duzentos anos. Completa a primeira etapa da sua missão, navegando pelo Mar Vermelho até Adem, no sul da Arábia. Em O Espião d’el-Rei (Pêro da Covilhã – II), o espião português completa a 2.ª etapa da sua viagem, já sem o companheiro Afonso de Paiva, navegando e lutando com corsários no Oceano Índico, para resgatar no Grande Desafio de Bisnagá as cativas do pirata Timoja. Enfrenta perigos ainda maiores, na Costa do Malabar, para arrancar a persa Nurunnihar e a tuaregue Chems ed Douha das mãos dos seus raptores – os fanáticos bhaktha da deusa Kali – e vai descobrir finalmente o Paraíso das Especiarias e os estranhos segredos das Naires, na cidade de Calecute… Embora destinados de preferência a leitores do ensino secundário e universitário (e a adultos apreciadores destes temas), como romances históricos/de aventuras e viagens também podem ser lidos por leitores mais jovens, porém com maturidade suficiente para não se escandalizarem ou impressionarem com os assuntos e factos verídicos, eventualmente chocantes, que a autora procura narrar e descrever com a fidelidade de um cronista quinhentista, ou seja, de um “jornalista” do tempo dos Descobrimentos.

Informação adicional

Weight 0.234 kg
Dimensions 14 x 21 cm