Sete livros infantis fresquinhos

Sete livros infantis fresquinhos

Animais imaginados, muito “what if” e até um Nobel. Estes são os melhores livros infantis nas livrarias no último mês

Sara e o Mago

A homenagem ao Nobel da literatura português é declarada logo no título que, com as duas letrinhas ao meio de um tamanho pequenino, pode quase ler-se Saramago. Lá dentro, as referências continuam e vão adensando-se, primeiro com a pedra cortada em diamante da Casa dos Bicos do início do livro, depois com uma Península Ibérica que é uma jangada (de pedra, claro) e finalmente com um Mago que tem a cara de José Saramago. O texto do norte-americano John Wolf em Sara e o Mago mete títulos de Saramago pelo meio e às vezes parece encaminhar-se só para que esses títulos possam aparecer. As ilustrações de Manel Cruz ajudam a contar a história deste Mago que sai da sua ilha (a um ano de distância do continente) para se abastecer de papel.

Partilhar