Memórias para o Ano 2000

Memórias para o Ano 2000

24.67€

.. Dirigiu-se o autor, sobre o relvado, para as mesas e as cadeiras brancas, de ferro pintado, sob uma bela magnólia, de folhas perenes e luzidias… Assim pôde, mais ou menos, terminar este livro, com uma citação – porquê inesperada?… Começou ele nos Estaus do Infante D. Henrique e acaba assim, sob outros céus de diferente e frio azul. Pelo meio, foram ficando terras, diversas também, das práticas do autor, como sobretudo Lisboa e Paris, mas Angola também, e cem viagens, da Sicília à Noruega e a Leninegrado ainda, e do Brasil aos States e ao México de Chichen-Itza, e de Quioto a Goa; e muita gente nesses sítios encontrada, célebre ou muito menos, e monumentos e ruas, cafés e ateliers, exposições feitas e vistas, livros escritos e lidos, teatros e cinemas, universidades, congressos e academias. São casos, acontecimentos e factos produzidos, assistidos, vistos e comentados. Sem pena. Coisas e gentes na dansa de roda que o António Pedro pintou em 1936 com máscaras de sabat, como se o fizesse para a capa deste livro… Trata-se de cinquenta ou mesmo setenta anos de memórias pouco usuais. Pois não é verdade que os Portugueses não têm memórias, têm saudades? A um desenho firme que os separe das coisas, preferem eles uma pintura vaga que a elas os colem… … Para o ano 2000 foram estas páginas prometidas e pontualmente escritas, em fim de milénio, de carreira e já quase de vida. (J.-A. F.)

Em stock

REF: 39033 Categoria: Etiqueta:
  • Sobre o livro
  • Detalhes do produto

Descrição do Produto

.. Dirigiu-se o autor, sobre o relvado, para as mesas e as cadeiras brancas, de ferro pintado, sob uma bela magnólia, de folhas perenes e luzidias… Assim pôde, mais ou menos, terminar este livro, com uma citação – porquê inesperada?… Começou ele nos Estaus do Infante D. Henrique e acaba assim, sob outros céus de diferente e frio azul. Pelo meio, foram ficando terras, diversas também, das práticas do autor, como sobretudo Lisboa e Paris, mas Angola também, e cem viagens, da Sicília à Noruega e a Leninegrado ainda, e do Brasil aos States e ao México de Chichen-Itza, e de Quioto a Goa; e muita gente nesses sítios encontrada, célebre ou muito menos, e monumentos e ruas, cafés e ateliers, exposições feitas e vistas, livros escritos e lidos, teatros e cinemas, universidades, congressos e academias. São casos, acontecimentos e factos produzidos, assistidos, vistos e comentados. Sem pena. Coisas e gentes na dansa de roda que o António Pedro pintou em 1936 com máscaras de sabat, como se o fizesse para a capa deste livro… Trata-se de cinquenta ou mesmo setenta anos de memórias pouco usuais. Pois não é verdade que os Portugueses não têm memórias, têm saudades? A um desenho firme que os separe das coisas, preferem eles uma pintura vaga que a elas os colem… … Para o ano 2000 foram estas páginas prometidas e pontualmente escritas, em fim de milénio, de carreira e já quase de vida. (J.-A. F.)

Informação adicional

Peso 0.8 kg
ISBN 978-972-24-1119-5
Dimensões 17 x 24 cm
Número de Páginas 388
Encadernação capa mole
Faixa Etária Todas as idades