A Bemposta – O “Paço da Rainha”

A Bemposta – O “Paço da Rainha”

O estudo que hoje se publica serve para trazer a lume um dos edifícios mais significativos da Lisboa barroca anterior a D. João V – o Paço da Bemposta. Dois nomes principais se ligam a esta construção – o arquitecto João Antunes (1643-1712) e o arquitecto da Casa do Infantado, Manuel Caetano de Sousa (1742-1802), responsável pela capela. Foi este palácio, possivelmente projectado em finais de Seiscentos e terminado nos primeiros anos de Setecentos, que Luís Moita estudou e sobre o qual deixou os registos daquilo que conseguiu investigar. A pormenorização de Luís Moita revela um carácter rigoroso de investigação, de curiosidade e de preocupação em dar a saber aos outros as diversas leituras possíveis, como acontece nas 10 cenas do Êxodo em que aplica o Livro do Velho Testamento, com referências para os capítulos e versículos, onde, modernamente, a Banda Desenhada não faria melhor. A investigação é agora completada pelo estudo realizado pelo Dr. Dagoberto Markl, historiador de arte e técnico do Museu Nacional de Arte Antiga, que nos identifica, pela primeira vez, duas peças oriundas da Bemposta e que se encontram neste museu, que Luís Moita descreve como sendo: Fonte da Vida, de Holbein-o-Velho e Custódia atribuída a Ludwig (arquitecto de Mafra).

10.39

Em stock

REF: 85004 Categoria: Etiqueta:
  • Sobre o livro
  • Detalhes do produto

Descrição

O estudo que hoje se publica serve para trazer a lume um dos edifícios mais significativos da Lisboa barroca anterior a D. João V – o Paço da Bemposta. Dois nomes principais se ligam a esta construção – o arquitecto João Antunes (1643-1712) e o arquitecto da Casa do Infantado, Manuel Caetano de Sousa (1742-1802), responsável pela capela. Foi este palácio, possivelmente projectado em finais de Seiscentos e terminado nos primeiros anos de Setecentos, que Luís Moita estudou e sobre o qual deixou os registos daquilo que conseguiu investigar. A pormenorização de Luís Moita revela um carácter rigoroso de investigação, de curiosidade e de preocupação em dar a saber aos outros as diversas leituras possíveis, como acontece nas 10 cenas do Êxodo em que aplica o Livro do Velho Testamento, com referências para os capítulos e versículos, onde, modernamente, a Banda Desenhada não faria melhor. A investigação é agora completada pelo estudo realizado pelo Dr. Dagoberto Markl, historiador de arte e técnico do Museu Nacional de Arte Antiga, que nos identifica, pela primeira vez, duas peças oriundas da Bemposta e que se encontram neste museu, que Luís Moita descreve como sendo: Fonte da Vida, de Holbein-o-Velho e Custódia atribuída a Ludwig (arquitecto de Mafra).

Informação adicional

Weight 0.147 kg
Dimensions 17 x 24 cm